Metropolitano domina o jogo, mas volta a empatar pelo Catarinense

10384234_883908988327191_8822998115358850940_n
Experiente goleiro, Fernando Henrique foi o nome do jogo após parar o ataque do Metrô (Foto: Greik Pacheco/Inter de Lages)

Buscando a primeira vitória no Campeonato Catarinense, o Metropolitano viajou até Lages, na Serra Catarinense, para enfrentar o Internacional, pela segunda rodada da competição. Vindo de um empate contra o Marcílio Dias na estreia, a vitória era essencial para a recuperação do Verdão na competição.

Os donos da casa, goleados na primeira rodada pela Chapecoense por 5 a 0, estreavam diante seus torcedores buscando deixar para trás o revés na estreia e a lanterna do campeonato. Para isso, apostavam na experiência dos três medalhões contratados para a competição: Fernando Henrique, Marcelinho Paraíba e Reinaldo.

Em um campo molhado devido às chuvas, o Metropolitano por pouco não abriu o placar logo aos 30 segundos, mas o chute de André Lima acabou saindo pela linha de fundo. Mesmo jogando como visitante, o Verdão dominou a partida, e esteve perto de abrir o placar em cinco oportunidades claras, mas acabou errando o alvo ou parando no inspirado Fernando Henrique.

Como o velho provérbio do futebol diz, “quem não faz, leva”. Após as finalizações de Elton e Negueba pararem nas belas defesas de Fernando Henrique, o Inter contou com o talento individual de Marcelinho Paraíba para abrir o placar, aos 43 minutos. O experiente meia teve espaço para dominar e puxar para a esquerda, antes de chutar para o gol. Tiago Chitão, com a visão bloqueada, nada pode fazer para impedir o tento colorado: 1 a 0 Inter.

As equipes voltaram ao segundo tempo e o domínio verde se manteve, mas desta vez com resultado. Logo aos dois minutos, Elton aproveitou cobrança de escanteio de André Lima para desviar para o gol, empatando a partida. Foi o sétimo gol do jogador pelo time de Blumenau, tornando-o, junto a Rafael Pereira, o zagueiro com mais gols na curta história do clube. Três minutos depois, Fernando Henrique tornou a operar um milagre, agora na finalização de Trípodi, evitando a virada do Metrô.

Os visitantes pressionaram e mostraram superioridade no decorrer dos minutos finais, parando nas defesas do inspirado Fernando Henrique, e acertando a trave do goleiro colorado em três oportunidades, sendo a última dela aos 40 minutos. Tiago Chitão pouco trabalhou, e o apito final sacramento um resultado injusto perante ao domínio da equipe blumenauense.

Na próxima rodada, o Metrô, quarto colocado, torna a jogar no Estádio do Sesi. O adversário será o novo lanterna do Estadual, o Guarani de Palhoça, às 17h de domingo (07). O Internacional entra em campo às 17h de sábado (06), contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome