Membro de organização criminosa é solto por falta de vagas no Presídio de Blumenau

A falta de vagas no Presídio de Blumenau resultou na soltura de mais um criminoso na tarde da segunda-feira (2). No mesmo dia que um acusado de tráfico foi liberado, um membro de organização criminosa foi solto logo após sua captura.

O homem havia sido detido pela Polícia Militar por ser réu pelo crime de organização criminosa em uma operação com 32 réus, sendo que estava foragido há mais de um ano. Ele não foi recebido no Presídio Regional de Blumenau pela ausência de vagas.

A grave situação do presídio levou sua interdição em 14 de novembro do ano passado. A Justiça definiu a lotação máxima da unidade em 620 vagas e 30 rotativas, que já se esgotaram. De acordo com a Vara Criminal de Blumenau, episódios como este continuarão a acontecer caso o Poder Executivo não tome providências.

Em nota, o Departamento de Administração Prisional afirmou que “o presídio na Rua General Osório é uma estrutura que não atende às atuais demandas da região, necessitando ser substituído”. O projeto de uma nova unidade na penitenciária da Ponta Aguda está sendo licitado para 206 novas vagas, porém, não há informações sobre prazos para início de obras nem medidas imediatas.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome