Lançamento ou arremesso?

11938055_1016676905044253_1722190034850863494_n
Lançamento ou arremesso?

Dias desses o deputado Romário Faria (PSB) divulgou proposta de tornar obrigatório a leitura da constituição nas escolas. Sabe de nada o inocente.

O então deputado Paulo Paim (PT-RS) em 2001 rasgou e lançou um exemplar de capa dura da Constituição Federal sobre o deputado Ricardo Izar (PTB-SP) que estava sentado ao lado do presidente da Câmara, Aécio Neves (PSDB-MG).

No ano seguinte sagrou-se senador da república… O presidente do STF – Supremo Tribunal Federal, em 2001, ministro Marco Aurélio de Mello, defendeu o gesto do deputado Paim. Marco Aurélio disse que vê na atitude respeito à Constituição, não o contrário.

A única dúvida que restou era se oficialmente foi um lançamento ou arremesso.

Aécio, o presidente da Câmara na época esclareceu que somente o arremesso de peso é chamado oficialmente de arremesso, devido ao fato do peso ser empurrado e os demais serem projetados com características diferentes, sendo assim um lançamento.

Paim posteriormente também rasgou o documento que pedia a cassação de seu mandato por este ato. Isso foi em 2001. Hoje o Brasil é um outro país…

2 Comentários

  1. Arremesso ou lançamento, eis a questão.
    A meu sentir, tanto um quanto aos gestos do então deputado Federal e após Senador Paulo Pain, cometeu “CRIME DOLOSO”, ou seja, Pain, teve a intenção de ” matar” a Construção Federal.
    Pensando bem, analisando em profundidade o caso, vem a pergunta que não quer calar: O QUE REZA NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL É, POR ACASO RESPEITADA E/OU CUMPRIDA?

    • Prezado Franklin, Grato pelas considerações pontuais. A moralidade da administração pública não se limita à distinção entre o bem e o mal, devendo ser acrescida da ideia de que o fim é sempre o bem comum. Inexiste isto no ato praticado pelo deputado.O servidor público não poderá jamais desprezar o elemento ético de sua conduta.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome