Justiça manda apreender bens das empresas do Siga

Uma decisão da Justiça resultou na apreensão de bens da empresa Rodovel, uma das que compõe o Consórcio Siga na tarde desta quinta-feira (11). A medida atende a um pedido do Banco Financiador Volks.

O blogueiro Jaime Batista flagrou oito veículos da empresa em um pátio da Rua Alwin Schrader, bairro Ribeirão Fresco em Blumenau:

Justiça do Trabalho tem decisão parecida

A pedido do Sindetranscol, o sindicato da categoria dos trabalhadores, o juiz do Trabalho Sílvio Ricardo Barchechen determinou a apreensão de bens das empresas Nossa Senhora da Glória, RodovelVerde Vale e do próprio Siga.

O juiz pretende garantir o pagamento dos direitos trabalhistas e justifica: “fartamente demonstrada a plausibilidade do direito pleiteado, o inadimplemento de verbas rescisórias e depósitos de FGTS de todos os empregados da categoria, bem como o receio de dilapidação do patrimônio dos empregadores.”

Oficiais de Justiça devem identificar e avaliar os bens da empresas para esse fim.

Retificação: inicialmente o Farol noticiou que o recolhimentos dos ônibus teria sido fruto da ação da Justiça do Trabalho.

Um comentário

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome