Jovem é preso após ameaçar pessoas e vandalizar ambulatório

Um homem de 28 anos foi preso nesta segunda-feira (18) após ameaçar os funcionários e causar danos a estrutura do Ambulatório Geral Heinz Schrader, localizado na Rua República Argentina, bairro Ponta Aguda, em Blumenau. O caso teve grande repercussão na internet após a divulgação de um vídeo da confusão.

Polícia Militar (PM) foi acionada por volta das 13h50 quando o paciente ficou alterado pela negativa de um documento e passou a ameaçar os funcionários. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que um servidor carrega o homem imobilizado para fora.

Leia mais:

Apesar da repercussão negativa, a equipe alegou que ele não foi agredido, mas contido devido ao surto. Ele foi preso pela polícia por fazer ameaças, danificar paredes com socos e chutes e quebrar um relógio de parede. Ele foi apresentado na delegacia e deve participar de uma audiência com os envolvidos.

Assista o vídeo abaixo:

Receba notícias do Farol em seu WhatsApp

18 Comentários

  1. “O que faria com um ser desse”???
    Joga na rua…
    Sem atendimento que a raiva ( surto) dele passa!!

    Sqn… falta preparo!!
    Ele deveria ter sido contido dentro do estabelecimento de saúde.

  2. Situação ridícula. Não é assim que os problemas devem ser resolvidos. Fico imaginando, onde estes “profissionais” foram formados? Que tipo de formação receberam. Quem foram os formadores? Quem colocou eles neste lugar? . . . Um concurso? Ou uma indicação? E a vítima é que foi preso. RIDÍCULO.

  3. É de dar nojo mesmo o atendimento no sus os recepicionista pensam que estão fazendo um favor em atender acham que são médicos esquecem que quem pega o salario deles somos nos mesmo sao mal educados atenden sem vontade muita das vezes não passam pro médico a situação ja saem dizendo que o médico não vão atender as vezes e revolta e da vontade fazer o mesmo

  4. Mas fazer trabalho de contenção é jogar p fora!? Não seria o caso de chamar profissionais da psiquiatria p controlar o surto!? “Desovar” na minha visão não seria o mais adequado, pois se estava em uma instituição de saúde mesmo que ele estivesse agressivo deveria ter sido atendiso e não jogado para fora!

    • Taisa!!! Vai puxar um plantão de 12 horas e caso algum zé ruela atrapalhar seu ambiente, duvido que você ficará filosofando de como o mundo é bom e as pessoas não prestam.

      • Está ali recebendo para isto, e a falta de preparo leva a estes fatos lamentáveis. Outro ponto importante aqui, é que não provas de atos de violência do paciente, e sim a palavra de alguns funcionários frente ao vídeo (flagrante). Do contrário a pessoa que fez a filmagem não estaria ali fora a favor da (vítima) como podemos chamar aqui.

        • Pensei da mesma forma.
          Não tem provas, apenas palavras o hospital em si já tem má fama, devido aos seus funcionários, então é caso a se vê..
          E outra o menino é doente isso tá visível, seria mais fácil chamarem um psiquiatra, psicólogo para acalma-lo ele é especial tem problemas não deveriam sair arrastando ele pelo pescoço como visto no vídeo..olha meu ex cunhado é especial de vez em quando tinha surtos mais graças a Deus agora tem seus remédios controlados para não haver surtos .. e nesse vídeo mostra que a senhora só precisava de uma assinatura com os médicos e tava difícil conseguir é aonde falam que ele surto do jeito que o Brasil tá até eu surto preciso de um remédio pra ontem e ninguém ajuda ..ele com certeza viu o estado da mãe e entro em crise de nervoso.. a sei lá o Brasil tá difícil.

      • Vc sabi que seria assim plantões de 12 horas, poderia ter escolhido outra profissão , ambas as partes estão erradas mas isto é Brasil pessoas se formam ou procuram uma profissão não porque gostam ou tem prazer no que faz mas pelo dinheiro e vive assim se reclamando ! Infelizmente não estou desmerecendo você, mas acho que vc como uma pessoa inteligente sabia que sua profissão teria essa carga horária ! Mais amor e menos reclamação mais justiça mais empatia!

    • Psiquiatras fazem trabalhos de longo prazo, eles não aparecem com dardos com calmantes não… eu entendi o sie ponto, mas acredito que está faltando um pouco de informação. No mais, se existe uma pessoa que coloca em risco várias outras, você acha correto só ficar tentando “tranquilizar” o causador do problema? Para depois ter o risco de várias pessoas envolvidas? O ideal, no meu ponto de vista, seria isolar esse rapaz até a polícia chegar. Acho que os profissionais apenas se desesperaram para que não envolvesse pessoas inocentes e não houvesse mais risco de danos de patrimônio público.

    • O buraco é muito mais embaixo. difícil opinar sem ver provas concretas. Mas imagem a situação, voce trabalhando, aparece um cidadão pedindo um “documento”, pela negativa um atestado sem justificativa. Obviamente não é possível fornecer o mesmo, após isso o cidadão aparentemente bem começa a depredar e ir contra a tua integridade física.
      Supondo que voce seja um bom profissional, não conseguiu identificar nenhuma emergencia psiquiatrica importante, mesmo que houvesse não há leitos psquiatricos, nem CAPS disponível e nem atendimento desta especialidade por um coisa chamada “reforma psiquiatrica”.
      O que faria com o ser com acesso de raiva??

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome