Japoneses em Santa Catarina: Maçãs e Cerejeiras

Cerejeiras do Parque Sakura, no município de Frei Rogério

Todos os anos em setembro, as maravilhosas cerejeiras do Parque Sakura, no município de Frei Rogério, próximo de Curitibanos em Santa Catarina, proporcionam um cenário único, com colorido exuberante de flores.

Misturadas às belíssimas azaléias e a outras flores, as cerejeiras oferecem uma paisagem única no Brasil. Estão entre as lindas araucárias do planalto catarinense.

Os imigrantes japoneses são dedicados fruticultores e em parceria com agrônomos japoneses desenvolveram em Frei Rogério a matriz da pêra Nashi, considerada a pêra mais suculenta do mundo. Atualmente produzem também caqui, maçã, nectarina e pêssego.

Parque Sino da Paz

Bem próximo do Parque Sakura está o Parque Sino da Paz, como Museu da Paz, retratando a tragédia das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki. Ali é possível assistir um vídeo sobre os horrores da guerra e depoimentos do criador do Parque, Kazumi Ogawa, falecido há três anos. Ele foi o inspirador do monumento da Paz, do Sino da Paz e do Museu da Paz.

O sino de bronze que pesa mais de 40 kg e tem mais de 400 anos

Seu irmão, Wataru Ogawa, o último sobrevivente aqui em Santa Catarina cuida do Museu, que passa por reformas, depois de um incêndio acidental, que seu Wataru Ogawa foi espantar um enxame de marimbondos com fogo no telhado do Museu.

No monumento existe um sino de bronze que pesa mais de 40 kg e tem mais de 400 anos, que foi um presente do governo do Japão para o Brasil e ganhou este local especial na colônia japonesa.

Todos os anos em ocasiões especiais, como no dias 06 e 09 de agosto datas que marcam a destruição de Hiroshima e Nagasaki, é realizada a cerimônia da badalada do sino.

Parque Sakura, no município de Frei Rogério, próximo de Curitibanos

 

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome