Indicadores apontam para retomada econômica em Santa Catarina

Trabalho em indústria de celulose - foto de Amanda Oliveira/GOVBA
Trabalho em indústria de celulose – foto de Amanda Oliveira/GOVBA

Indicadores divulgados nesta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam para altas acima da média nacional nos setores de indústria, comércio e serviços em Santa Catarina após as complicações do Covid-19.

No caso da indústria, o crescimento foi de 10,1% em julho, enquanto a média nacional para o setor ficou em 8%. O comércio, por sua vez, teve alta de 3,5%, a maior taxa do Centro-Sul brasileiro. O setor dos serviços registrou incremento de 3,1%, diante de uma alta nacional de 2,6%.

Também em julho, Santa Catarina registrou um saldo positivo de mais de 10 mil empregos formais, o terceiro melhor do país. Em junho, também já havia ocorrido um saldo positivo, de pouco mais de três mil vagas.

O governador Carlos Moisés salienta que a diversidade da economia catarinense será importante para este momento de retomada. “Tivemos um momento de queda e agora é a hora de retomada, de olhar para frente. Nosso Estado tem potencial para ser o primeiro do país a se recuperar completamente”, destacou.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome