Higienizar o capacete evita doenças

O velho companheiro de todos os dias do motoqueiro também precisa de cuidados. Além do mau cheiro, o capacete que não é higienizado pode expor o usuário a fungos e bactérias que provocam micose e até  doenças  respiratórias. Ele também pode piorar quadros de quem já tem rinite ou sinusite.

São poucas as pessoas que tem o habito de limpar, mas o Farol preparou umas dicas:

Lave pelo menos uma vez por semana. Se o forro é removível, deve se colocar na maquina na opção roupas delicadas sem utilizar sabão neutro. Agora se o forro do seu capacete não for removível, lave com um pano embutido em uma solução de água morna com sabão neutro. Depois deixar secar na sombra. Não é indicado imergir o capacete na água pois pode danificar seus componentes de segurança.

Para manter a higiene do seu capacete não é indicado deixar ele no chão. Mesas e bancos são lugares que facilitam proliferação de bactérias. O ideal é sempre deixa-lo pendurado em um lugar arejado. Outra dica é não deixar o capacete com a abertura para baixo. Sempre de lado ou para cima, pois facilita a ventilação o que inibe a proliferação.

Dica para a viseira

Um sacrilégio para o motorista é a viseira embaçada. Pegue uma toalha de papel e umedeça com álcool e limpe a viseira, na parte de dentro e fora. Depois utilize outra toalha de papel, coloque gostas de detergente neutro e passe dentro da viseira! Mas tem que ser uma camada, fina sem deixar criar espuma. Com outra toalha retire todo o detergente. E ela estará pronta para o uso.

Na parte externa uma dica é utilizar lustra moveis. Dá pra colocar o lustra na viseira também. A vantagem é que com o uso do produto a água não se acumula na viseira, outro grande incomodo para os motoqueiros.

Então, só vai precisar de álcool, detergente de louça e lustra móveis. Faça isso toda semana e bora girar!

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome