Hamas escondeu foguetes em escola da ONU

(Divulgação IDF)
(Divulgação IDF)

Com apoio das Forças Armadas de Israel (IDF), a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA), descobriu 20 foguetes prontos para serem lançados em uma de suas escolas na Faixa de Gaza. A UNRWA é um órgão da Organização das Nações Unidas (ONU).

Por meio de nota, a organização condenou ‘veementemente’ o ocorrido e disse que é a primeira vez que suas instalações são é usadas para este fim. “Este incidente colocou os civis em perigo” dizia um trecho da nota, já que estas escolas são usadas para refugiar famílias desabrigadas pela guerra.

“Os responsáveis pelos foguetes estão transformando a escola em um potencial alvo das forças militares de Israel e arriscando a vida de crianças inocentes”, destacou o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon.

Analistas estimam que o Hamas tenha um estoque de dez mil foguetes e que lançam diariamente de 50 a 100 projéteis contra Israel. As Forças Armadas afirmam constantemente que o Hamas utiliza estruturas civis para lançamento. Um lançador de foguetes M75, do Irã, foi supostamente encontrados em um hospital.

Foguete supostamente instalado em Hospital pode acalçar Tel Aviv e Jerusalem (IDF)

Líder pede que palestinos morram em ataques

Segundo informações das Forças Armadas de Israel, na certeza que os ataques serão revidados, o Hamas usa estruturas civis para que o número de vítimas aumente, ou seja, como escudo humano. Mesmo assim, antes atacar regiões civis, a inteligência israelense envia cartas, mensagens de texto, telefonemas e até pequenos foguetes para que os moradores deixem suas casas.

Mas o porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri, declarou em entrevista que os palestinos devem permanecer em suas casas mesmo com os avisos: “[…] A política de pessoas que enfrentam aviões israelenses de peito aberto, a fim de proteger as suas casas, provou ser eficaz contra a ocupação (israelense)“. Ele ainda afirmar: Nós, do Hamas, convocamos o nosso povo para que adote essa política, a fim de proteger as casas palestinas.”

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome