Governo autoriza concurso público para auxiliar de Medicina Legal do IGP

O governador Carlos Moisés autorizou na última semana um concurso para 70 vagas do cargo de auxiliar de Medicina Legal do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP). Serão para as 28 unidades do Instituto Médico Legal (IML) existentes.

Desde 2010 o IGP não realiza um concurso para repor o quadro de auxiliares de medicina legal. A autorização para esse concurso é a maior e dará apoio aos servidores do setor, além de otimizar o atendimento em todas as unidades do IGP.

Os auxiliares de medicina legal são responsáveis pela operacionalização dos atendimentos em ocorrências com vítimas fatais e trabalham no apoio às necropsias. Além disso, recebem familiares para identificação das vítimas, entre outras funções importantes para o IGP. Nos últimos dois anos, o IML fez mais de 98 mil exames.

Viatura do Instituto Geral de Perícias - foto de Jaqueline Noceti/Secom
Viatura do Instituto Geral de Perícias – foto de Jaqueline Noceti/Secom

Além deste concurso, o Estado chamou servidores para áreas estratégicas como a Segurança, Educação e Fazenda. “O nosso compromisso é o de fazer a boa gestão dos recursos públicos, empregar o dinheiro no que realmente importa para Santa Catarina e garantir serviços de qualidade para os catarinenses”, destaca o governador.

Conforme o perito-geral do IGP, Giovani Eduardo Adriano, a partir de agora o Instituto dedicará seus esforços à preparação do edital. “Este é um dia inesquecível na nossa história e quem trabalha no IGP sabe o significado deste concurso e a importância do auxiliar de medicina-legal”, enfatiza.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome