Genro confessa que matou a professora Eliane

Em depoimento a Polícia Civil, Cristiano de Souza Schaadt, de 19 anos, confessou ter assassinado a professora Eliane Eroni dos Santos, a própria sogra. O crime aconteceu na segunda-feira (13) e foi noticiado no Farol Blumenau.

Cristino (Rádio Clube)
Cristiano (Rádio Clube)

Cristiano e sua namorada de apenas 16 anos, filha da vítima, estavam foragidos com o carro da família, mas foram encontrados em uma casa na praia de Perequê, em Porto Belo, a cerca de 80 quilômetros de distância de Blumenau.

Em entrevista ao Jornal de Blumenau, o delegado Ronnie Esteves, responsável pelo caso, alegou: “Ele já saiu intencionado a matar a mãe dela, sua sogra. A adolescente estava junto e, no começo, ela relutou-se a cometer o crime, mas, no caminho, até chegar à casa da mãe, ela passou a concordar”.

Cristiano disse durante depoimento que a vítima teria percebido a atitude e partiu para cima da dupla com um facão, mas ele portava uma faca e acabou a atingindo com uma facada na barriga e outra no pescoço. A adolescente teria coberto a mãe com um pano acreditando que estivesse morta.

Depois disso, o casal teria pegado diversos itens da casa, como dinheiro, telefones e roupas, mas Eliane gritou agonizando e Cristiano voltou para a residência e esfaqueou a sogra diversas vezes até ter certeza que ela estava morta. Depois disso eles teriam escondido o corpo em um comodo da casa.

Cristiano está preso preventivamente até a Polícia Civil concluir o inquérito. A adolescente foi levada para a Promotoria da Infância e da Juventude.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome