Faturamento da Teka chegou a patamares críticos insustentáveis, diz Socreppa

Em maio de 2014 o administrador Judicial nomeado para a  Recuperação Judicial da empresa Teka Tecelagem Kuehnrich, Anderson Onildo Socreppa, demonstrou preocupação com o estado financeiro da companhia. “A situação continua extremamente delicada, pois a Empresa não possui capacidade para se recuperar às suas próprias forças e estratégias internas”.

Em outro momento ele ressalta que a o faturamento da empresa caiu drasticamente. “Em simples análise, percebe que o faturamento bruto em Abril de 2014 chegou a patamares críticos insustentáveis, na casa de R$ 10.2 milhões”. No mês que foi aceita a recuperação, novembro de 2013, o faturamento foi de R$ 19.1 milhões.

Socreppa diz em seu relatório á Justiça que uma nova empresa de consultoria foi contratada e que ela “está
fazendo cortes de custos que revelam a seriedade da movimentação.” A Corporate Consulting tem sede em São Paulo e substitui a IVIX Consultoria Financeira.

Leilão

Na próxima semana, parte do patrimônio da empresa vai a leilão para pagamento de dívidas trabalhistas. São máquinas e equipamentos que foram listados na recuperação judicial da empresa, aceito em 2013 após um ano de assembleias e negociações entre credores.*

A oferta mínima é de R$ 2,6 milhões e o leilão vai ser realizado através de propostas fechadas que devem ser entregues ao juizado até o dia 28 de julho. Na terça-feira (29), os envelopes com as propostas vão ser abertos. A relação com os bens à venda podem ser consultados nos autos do processo.*

*Com informações da Rádio Clube Blumenau

Fachada da administração da Teka Tecelagem (O Confeccionista)
Fachada da administração da Teka Tecelagem (O Confeccionista)

Um comentário

  1. Nessa empresa só falta campeões em vendas. Os produtos são de primeiríssima linha. Tem muito gerente de vendas poucos que realmente vende. Ainda tem salvação.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome