Escola Elza Pacheco é a melhor no Enem pela terceira vez

11796441_462047903973359_1269994594163978269_n
Professores e alunos da Escola Elza Pacheco

O resultado do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio 2014, divulgado pelo MEC nesta quarta-feira (05), apontou novamente a Escola de Ensino Médio Elza Henriqueta Techentin Pacheco, situada hoje na Vila Nova, como a primeira colocada entre as escolas públicas de Blumenau. Foi também a 20ª no Estado, no mesmo segmento.

O resultado não é inédito: em 2012 e 2013 já tinha sido assim. Em 2013, foi ainda a 6ª no Estado. Em 2010, o “Elza” tinha dividido a primeira colocação com o Colégio Celso Ramos. Mas o que leva uma instituição que sempre dividiu ou ocupou a sede de outras escolas a ter tão bons resultados?

O professor temporário de Física Junior Elio Melim atribui o sucesso da escola “à comunidade escolar, comprometida com a formação de cidadãos críticos e cientes das suas responsabilidades. Gestão participativa e atuante e a interdisciplinaridade incorporada”. A professora de Geografia Ana Zultanski concorda e ressalta que “a organização da escola é socializada e democrática; os professores não apenas são qualificados, mas demonstram ânimo no processo educativo.”

A ex-aluna Lyandra Prim, que prestou o último Enem, confirma: “os professores do Elza focam muito no processo de educação, não em resultados”, diz a ex-aluna. “Não estudamos por pressão de passar em Enem ou vestibulares, mas isso é a nossa maior recompensa”.

Tânia Elani Wuaden e Paula Boaretto
Tânia Elani Wuaden e Paula Boaretto

De acordo com a diretora Tânia Elani Wuaden, a entidade pública apresenta-se como uma referência de ensino médio em Santa Catarina, e “o colegiado prima pela melhoria contínua do processo formativo, pelo compromisso que têm pela Educação”. Também da equipe gestora, a assistente técnico-pedagógica Paula Boaretto pondera que “a metodologia tradicional não é algo de uso diário, existem muito mais a interação e a mediação, uma relação que chamamos de dialética”.

O que se percebe pelas falas e pelo entusiasmo dos envolvidos é que os recentes resultados partem de um processo bem amplo, e que não é de agora. Um trabalho que envolve todos, onde o particular e o global visões que se encaixam.

Em Santa Catarina, 648 instituições de ensino participaram do exame. No ranking geral, que inclui as escolas particulares, o Colégio Bom Jesus Santo Antônio ficou primeiro colocado em Blumenau e quinto em Santa Catarina.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome