terça-feira, 9 de agosto de 2022
16.5 C
Blumenau

Entenda como surgiu o conflito entre Israel e árabes-palestinos

O povo israelense já habitava o seu atual território há cerca de dois mil anos atrás. Mas Israel foi subjugada por outras nações e o seu povo foi disperso pelo mundo em duas oportunidades. Segundo a Bíblia, essa era a terra prometida ao povo hebreu mas a segunda queda foi consequência do povo judeu ter negado seu filho de Deus, Jesus.

Durante a segunda diáspora judaica, eles foram perseguidos em todos os lugares em que tentaram viver, inclusive pela Igreja Católica na Europa e até pelos portugueses quando tentaram se fixar no nordeste brasileiro. Na segunda guerra mundial, este ódio se traduziu em um extermínio de seis milhões de judeus.

Foi então que a ONU e a Inglaterra decidiram recriar Israel pela terceira vez. Mas o território já era ocupado por tribos palestinas, e mesmo eles nunca tendo existido como país foi pactuado que existiriam duas nações, uma de judeus e outra de palestinos.

Mas os países árabes não aceitaram o estado judeu e com apoio dos palestinos, Egito, Síria, Iraque, Jordânia, Líbano e Arábia Saudita atacaram Israel. Porém o nanico e recém criado estado venceu a guerra e tomou territórios que seriam outro estado. O resultado foi uma guerra que se estende até hoje entre palestinos e judeus.

Família judia tenta se proteger atrás de um carro após alerta de ataque na cidade de Kiryat Malachai, no sul de Israel (Jim Hollander/Efe)
Família judia tenta se proteger atrás de um carro após alerta de ataque na cidade de Kiryat Malachai, no sul de Israel (Jim Hollander/Efe)

Para por fim as guerras, em 2005 Israel decidiu ceder a Faixa de Gaza e parte da Cisjordânia, territórios que pertenceriam ao estado palestino. Mas o Hamas, um partido de milicianos terroristas, tomou o controle político de Gaza e desde então vem lançando foguetes contra Israel, pois seu objetivo é “a instauração de um Estado palestino abrangendo toda a Palestina histórica”. Em sua carta de princípios prega a criação de um Estado palestino islâmico e portanto a extinção do estado judeu.

Israel é a única nação de judeus do mundo e só tem um quinto do território de Santa Catarina. É a única democracia do oriente médio e 16% de seu eleitorado é árabe. Já os árabes estão espalhados por 22 países em um território imenso que se estende por continentes com uma população 41 vezes maior.

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas