DIVE recomenda planejamentos para conter a dengue

Aedes aegypti (Foto: Reprodução)

Na última terça-feira, 8, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) propôs a 12 cidades catarinenses a elaboração e investimentos em planejamentos para conter a expansão da dengue em Santa Catarina.

Segundo a gerente de Zoonoses da DIVE, Suzana Zeccer, as propostas elaboradas pelos municípios tendem a ser colocadas em prática o quanto antes.

Com o elevado número de focos do mosquito Aedes aegypti, as cidades de Blumenau, Chapecó, Itapema, Joinville, Pinhalzinho, São Miguel do Oeste, Xanxerê, Xaxim, Florianópolis, Biguaçu, Palhoça e São José, devem estruturar o seu planejamento até a segunda semana de novembro deste ano.

Para a redução de ocorrências, o Plano Estadual de Contingência para Enfrentamento da Dengue almeja um aprimoramento na rede de armadilhas de detecção do mosquito e na capacitação dos profissionais envolvidos.

Registros à tona

Só neste ano, Santa Catarina já confirmou 254 casos de infecção devido ao mosquito transmissor do vírus – em Chapecó, no mês de março, 15 casos foram notificados. Vale ressaltar que em 2012, Blumenau registrou 41 focos do Aedes aegypti.

Em caso de suspeita de dengue, contate a Secretária de Saúde de seu município.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome