Desembargadora revoga liberdade de homem encontrado com fuzil AR-15

Uma rápida ação do Ministério Público do Estado de Santa Catarina neste domingo (20) resultou na revogação da liberdade provisória de um homem que havia sido encontrado em posse de um fuzil AR-15 em Florianópolis ontem.

A inteligência da Polícia Militar havia indicado uma residência como local de armazenamento de armas de uma facção criminosa. Em operação foi encontrado o fuzil AR-15 calibre 556, de fabricação estadunidense, com 30 munições intactas. Porém, o detido foi posto em liberdade provisória pela juíza de plantão.

Após pedido do MP, a desembargadora Bettina Maria Maresch de Moura afirmou que “verifica-se pela necessidade da garantia da ordem pública, notadamente pela gravidade/reprovabilidade do delito imputado e risco a sociedade como um todo, circunstância esta suficiente para […] se decretar a prisão”

O Ministério Público afirmou no pedido que o fato é de “extrema gravidade, pela ofensa à tranquilidade pública, uma vez que diz respeito a posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e há suspeita de (participação) em organização criminosa”.

A pena para o crime de posse ilegal de arma de fogo, em caso condenado, é de três a seis anos de cadeia.

Fuzil AR-15 recolhido pela Polícia Militar em Florianópolis
Fuzil AR-15 recolhido pela Polícia Militar em Florianópolis

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome