Crianças podem sobreviver na mata

Após treinar diversas crianças em Ascurra, a escolinha do Grupo de Treinamento para Sobrevivência em Mata, o GTSM, está em Indaial com cerca de 65 alunos. Com faixa etária de 10 à 16 anos, as crianças se reúnem todos os sábados na Fundação Indaialense de Cultura para aprender sobre cidadania, primeiros socorros, técnicas de acampamento, como proceder em desastres naturais, entre outras atividades.

Com média de cem alunos formados anualmente, as aulas do GTSM em Ascurra tornou o grupo conhecido. Em parceria com o Corpo de Bombeiros Voluntários da União, o GTSM atendia alunos com idade média entre 7 e 17 anos.

Em Indaial, todas as semanas novos alunos se inscrevem para participar. No bosque da Fundação Indaialense de Cultura, os alunos praticam atividades como rapel, arvorismo e buchkraft. O curso tem duração média de seis meses. Nesse período, as crianças e adolescentes se reúnem para aprender disciplinas relacionadas a mata, preservação do meio ambiente e civismo.

Com aulas que integram teoria e prática, os jovens realizam três acampamentos em sítios e chácaras da região durante o curso.

Atualmente, o GTSM é composto por uma equipe de dez pessoas, sendo seis instrutores e quatro auxiliares.

O grupo que começou as primeiras atividades em 1997, cresceu em 2011, quando tornou-se parceiro dos bombeiros de Ascurra. Em Indaial, após começar em Janeiro deste ano, o grupo tem apoio da FIC, Secretaria da Educação e Assistência Social.

As aulas acontecem todos os sábados a partir das 13h30, na Fundação Indaialense de Cultura. Para mais informações, acesse o blog: gtsm-gtsm.blogspot.com.br/

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome