Conta de energia terá novo aumento em janeiro

dilma-lobao
Presidente Dilma Rousseff e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ligada ao Ministério de Minas e Energia, divulgou ontem (26) que a bandeira tarifária para o mês de janeiro será vermelha, um acréscimo de R$ 3 para cada 100 quilowatts-hora consumidos para todos os estados, exceto para o Amazonas, do Amapá e de Roraima.

O sistema de bandeiras tarifárias começa a valer em 1º de janeiro e representará uma cobrança extra na conta de luz pelo uso de energia de termelétricas, cada vez mais frequente pela falta de fontes alternativas.

As bandeiras funcionarão com as cores verde, amarelo e vermelho para indicar as condições de geração de energia no país. Por exemplo, se for um mês com poucas chuvas, os reservatórios das hidrelétricas estarão mais baixos. Por isso, será necessário usar mais energia gerada por termelétricas, que têm preços mais altos.

Com a bandeira amarela, é sinal de atenção, pois os custos de geração estão aumentando. Nesse caso, a tarifa de energia terá acréscimo de R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A bandeira vermelha indica que o custo de geração naquele mês está mais alto, com maior acionamento de termelétricas, havendo necessidade de adicional de R$ 3 a cada 100 kWh.

2 Comentários

  1. Esse é um recado amargo para o povo, antes da posse. O que virá depois ninguém sabe. Poderíamos não estar no olho do furacão, não fossem os escândalos e tantas roubalheiras. Considero isso como um grande cinismo, pois quem começa a pagar a conta é o zé povo. Como Dilma enfrentará à posse do 2º mandato? De que forma o povo irá contemplar à subida da rampa do Palácio?

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome