terça-feira, 29 de novembro de 2022
24.3 C
Blumenau

Comentários racistas são repudiados pelo prefeito e Oktoberfest

O prefeito de Blumenau e a organização da Oktoberfest manifestaram repúdio ontem (10) a um caso de racismo que ocorreu com dois participantes. Usuários deixaram mensagens de cunho racista em uma publicação no aplicativo Tiktok.

Márcio José Corrêa e Penélope, pai e enteada, publicaram um vídeo apresentando trajes típicos usados nas festas e nos desfiles da Oktoberfest. Porém a postagem passou a receber algumas mensagens racistas, questionando a cor das vítimas.

Entre os comentários se destacaram alguns de teor racista, tal como “pensei que só ia gente branca”. Por se tratar de uma postagem on-line, não é possível confirmar se a mensagem foi emitida por alguém de Blumenau ou de outro lugar.

O prefeito Mário Hildebrandt publicou um vídeo ao lado de Márcio e Penélope repudiando os comentários em questão. Hildebrandt afirmou que “a Oktoberfest não tem cor” e que sua filha também já foi alvo de ofensas racistas.

A organização da Oktoberfest também se pronunciou ontem a respeito do caso. Através de nota foi dito que não é aceito qualquer tipo de discriminação. “Acreditamos ainda que a festa seja um lugar de confraternização, alegria e respeito, que não tem cor”.

Em vídeo postado nas redes sociais, o Prefeito Mário Hildebrandt se posiciona sobre o caso – Frame de vídeo do Instagram

Posicionamento da organização Oktoberfest

Em nota, a organização do evento se posicionou sobre o ocorrido ressaltando que a Oktoberfest está aberta a receber todos que desejam desfrutar da festa. Assim como não compactua com o comportamento expresso nas redes sociais. Leia:

A Organização da 37ª Oktoberfest repudia qualquer tipo de discriminação seja por raça, gênero, orientação sexual, religião, ideologia, origem étnica ou diversidade. Acreditamos ainda que a festa seja um lugar de confraternização, alegria e respeito, que não tem cor.

Comentários racistas aconteceram no domingo, após a postagem de um vídeo no tiktok, onde o rapaz junto com sua enteada, postaram um vídeo (antes/depois), com o traje da Oktoberfest e eles na festa. Por conta de serem negros, várias comentários racistas como “A Oktober não é lugar deles” “Estão comemorando a oktoberfest porque? Vocês não são descendentes de alemão” estavam na publicação.

A Organização da festa destaca que a Oktoberfest está aberta aos turistas e visitantes, buscando receber todos da melhor maneira possível. Com isso, atitudes racistas ou de qualquer outra natureza discriminatória não são bem-vindas e devem ser punidas dentro da lei.

Lucas Baldin
Lucas Baldin
Jornalista e designer gráfico. Atua na produção de textos e audiovisual.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas