Cinco etapas para superar o Luto

O Luto não é apenas uma palavra, mas sim um sentimento que nos acompanha desde sempre, e está mais associado quando perdemos um ente querido. Porém o luto não ocorre apenas pela perda de alguém, mas sim a partir de uma perda significativa e dolorosa, como um emprego, um objeto, uma amizade, uma viagem, dentre outras perdas que podem ser importantes para quem a sente.

O processo de luto é acompanhado por um conjunto de sentimentos, entre eles a tristeza, choque, angústia, melancolia, culpa, solidão, desamparo, ansiedade, dentre outras emoções. De acordo com Kubler-Ross, uma psiquiatra nascida na Suíça, uma pessoa passa por cinco etapas durante o processo de luto: negação, raiva, negociação, depressão e aceitação.

Durante o processo de negação o indivíduo pode se isolar dos outros tendo medo da verdade, não querendo aceitar a situação. No processo de raiva se torna cada vez mais difícil fugir da verdade, o indivíduo sente raiva por aquilo estar acontecendo com ele, e qualquer palavra de conforto parece soar falso. Na fase de negociação o indivíduo começa a crer na ‘hipótese’ da perda, e perante isso tenta negociar, na maioria das vezes com Deus. E as negociações com Deus são sempre sob forma de promessas ou sacrifícios. Quando chega a fase da depressão o indivíduo toma consciência que a perda é inevitável e começa a sentir o vazio deixado pelo ente querido, ou pelo objeto perdido. Por fim, na fase de aceitação o indivíduo incorpora a capacidade de continuar adiante na vida.

As etapas do luto não necessariamente ocorrem nessa ordem, uma pessoa pode passar por esses estágios em diferentes momentos, inclusive alternando entre as fases. O processo não possui tempo predefinido para ocorrer, e uma fase pode demorar mais que outra, dependendo do significado da perda para cada pessoa.

Amparar quem está de luto pode ajudar significativamente o processo que o indivíduo está vivenciando. O ramo terapêutico que estuda este campo, e do qual deriva a terapia do luto, é a Psicologia da Morte, campo que pesquisa os fatores sócio-psicológicos que estão relacionados ao Luto e a qualquer esforço de encarar perdas mais profundas. A finalidade dessa terapia é eliminar gradativamente a dor que se instala no interior de quem vivência o luto. O profissional ajuda o indivíduo a compreender que a morte, ou perda, é um processo natural, e que inevitavelmente atinge a todos em algum momento da vida.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome