quarta-feira, 22 de maio de 2024
25.2 C
Blumenau

Chega a 15 número de prefeitos na Operação Mensageiro em SC

Uma nova fase da Operação Mensageiro realizada nesta quinta-feira (27) prendeu mais oito prefeitos em Santa Catarina. Com isso, chegou a 15 o número de mandatários presos, isso sem contar secretários e administradores públicos.

A operação tem por objetivo investigar um esquema de corrupção envolvendo desvio de verbas públicas nas áreas de coleta de lixo e saneamento. O escândalos chegou a prefeituras em diversas regiões de Santa Catarina.

No dia de hoje foram presos os prefeitos de Bela Vista do Toldo – Alfredo Cezar Dreher (Podemos), Corupá – Luiz Carlos Tamanini (MDB), Ibirama – Adriano Poffo (MDB), Imaruí – Patrick Corrêa (Republicanos), Major Vieira – Adilson Lisczkovski (Patriota), Massaranduba – Armindo Sesar Tassi (MDB), Schroeder – Felipe Voigt (MDB) e Três Barras – Luiz Shimoguri (PSD).

Os 18 mandados de prisões e 65 mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e o Grupo Especial Anticorrupção (GEAC) do Ministério Público de Santa Catarina.

Servidor do Gaeco durante operação
Servidor do Gaeco durante operação

Operação Mensageiro

Deflagrada em 6 de dezembro de 2022, a fase desta quinta-feira (27) é a quarta. Foram presos também outros agentes políticos e servidores municipais. Já foram cumpridos 196 mandados de busca e apreensão e 40 mandados de prisão

O esquema está centralizado na empresa Serrana Engenharia, que atua na área de engenharia sanitária e ambiental em Joinville, no Norte de Santa Catarina. O nome da operação faz referência a um interlocutor que negociava a propina

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas