Celesc já está aplicando aumento médio de 8,14% na tarifa de energia

Tarifa de energia mais cara - foto de James Tavares / Secom
Tarifa de energia mais cara – foto de James Tavares / Secom

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou reajuste médio de 8,14% a ser aplicado nas tarifas emitidas pela Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc). Os novos valores estão sendo cobrados a partir de 22 de agosto.

Para os consumidores residenciais, residenciais baixa renda, rurais, iluminação pública e comércio, atendidos em baixa tensão, que representam 79% do mercado consumidor na área de concessão da Celesc, o efeito médio será de 8,42%.

Para indústrias e unidades comerciais de grande porte, como shopping centers, atendidos em alta tensão (Grupo A), o efeito médio será de 7,67%.

De acordo com a Celesc, os itens que mais impactaram para a composição do valor do reajuste foram os custos de aquisição de energia, custos de transmissão e os encargos setoriais. Todos esses itens fazem parte da Parcela A, na qual a distribuidora não tem gerência.Destaca-se a seguir os principais fatores do aumento tarifário:

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome