Cédulas rasuradas não perdem valor, mas exigem reposição

Circulam na internet fotos de cédulas de real rasuradas com a imagem do ex-presidente Lula
Circulam na internet fotos de cédulas de real rasuradas com a imagem do ex-presidente Lula

Ao contrário do que diz uma mensagem que vem sendo compartilhada nas rede sociais, as cédulas de real rasuradas não perdem o valor. Apesar disso, quando passarem por um banco serão enviadas ao Banco Central (BC) para destruição e reposição, o que vai implicar em custos para toda a sociedade.

Um vídeo que viralizou na internet demonstra apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva carimbando notas com sua imagem e com a mensagem “Lula Livre”. Um texto também afirmava que essas cédulas perderiam o valor e que, por ser crime, não deveriam ser aceitas em transações.

Em nota, o Banco Central esclareceu que as notas não perdem o valor. “Cédulas com rabiscos, símbolos ou quaisquer marcas estranhas continuam com valor e podem ser trocadas ou depositadas na rede bancária. As notas descaracterizadas apresentadas na rede bancária serão recolhidas para destruição”, afirmou.

A instituição também explicou que as notas danificadas podem continuar circulando, porém lembrou que a fabricação de novas cédulas e moedas gera custos para o país e que “sua reposição elevará ainda mais esse custo”. Também afirmou que o comércio não é obrigado a aceitar as notas, mas os bancos são.

O presidente da CDL Blumenau, Helio Roncaglio, lamentou que notas estejam sendo rasuradas. “É uma falta de respeito com o nosso dinheiro. É um patrimônio público e assim como qualquer outro devemos preservá-lo”, afirma o presidente. A instituição também lançou nota sobre a situação.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome