Butantan protocola pedido para iniciar testes clínicos de vacina

O Instituto Butantan anunciou ontem (26) que começou a desenvolver a produção-piloto da primeira vacina brasileira contra o novo coronavírus. A expectativa é que os ensaios clínicos de fases 1 e 2 em humanos comecem em abril em pedido realizado a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A ButanVac essa será uma vacina produzida integralmente no Butantan. Segundo o governo, os resultados dos testes pré-clínicos realizados com animais se mostraram “promissores”, o que permitiria evoluir para estudos clínicos em humanos.

A produção-piloto do composto já foi finalizada para aplicação em voluntários humanos durante os testes. Os resultados da pesquisa clínica em humanos vão determinar se a vacina é segura e tem resposta imune capaz de prevenir a covid-19.

Instituto Butantan - foto de Giuliano Maiolini
Instituto Butantan – foto de Giuliano Maiolini

“A ButanVac é a primeira vacina 100% nacional, integralmente desenvolvida e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, que é um orgulho do Brasil. São 120 anos de existência, o maior produtor de vacinas do Hemisfério Sul, do Brasil e da América Latina e agora se colocando internacionalmente como um produtor de vacina contra a covid-19”, disse o governador de São Paulo, João Doria.

A vacina é baseada em tecnologia desenvolvida pela Icahn School of Medicine do Hospital Mount Sinai de Nova Iorque. O uso dé livre do pagamento de royalties e pode ser feito por qualquer instituição de pesquisa em qualquer parte do mundo.

Receba notícias do Farol em seu WhatsApp

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome