Brasil passa de 34 para 69 casos de coronavírus Covid-19

O número de casos confirmados de coronavírus Covid-19 no Brasil chegou a 69 na noite desta quarta-feira (11). O número anterior era de 34 confirmações. Ainda existem 907 em investigação e o de casos descartados é de 935.

No panorama global, o número de casos continua subindo. Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, que monitora o novo coronavírus em parceria com institutos e ministérios de saúde de diversos países, 121.564 pessoas foram diagnosticadas com Covid-19. O número de mortes, é superior a 4,4 mil. O número de pessoas que não apresentam mais sintomas após terem sido diagnosticadas – portanto, consideradas curadas – está em 66.239.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou ontem ao divulgar boletim de atualização sobre o novo coronavírus que o foco das ações está em “proteger idosos e pessoas com saúde debilitada, principal grupo de risco do coronavírus”.

Três laboratórios brasileiros já podem diagnosticar coronavírus - foto de Josué Damacena
Três laboratórios brasileiros já podem diagnosticar coronavírus – foto de Josué Damacena

Portaria que regulamenta medidas para enfrentar o Covid-19

Uma portaria do Ministério da Saúde, que trata da regulamentação e operacionalização das medidas de enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19), está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (12).

De acordo com a portaria, entre as medidas que poderão ser adotadas para resposta à emergência de saúde pública está o isolamento, que objetiva a separação de pessoas sintomáticas ou assintomáticas, em investigação clínica e laboratorial, de maneira a evitar a propagação da infecção e transmissão local.

Segundo prevê o documento emitido pelo ministério, a medida de isolamento somente poderá ser determinada por prescrição médica ou por recomendação do agente de vigilância epidemiológica, por um prazo máximo de 14 dias, podendo se estender por até igual período, conforme resultado que comprove o risco de transmissão.

No caso de isolamento do paciente com diagnóstico positivo para novo coronavírus, a medida será determinada por ato médico e deverá ser efetuada, preferencialmente, em domicílio, podendo ser feito em hospitais públicos ou privados, conforme recomendação médica, a depender do estado clínico do paciente, diz ainda a portaria.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome