Blumenau tem primeiro caso de influenza A pelo vírus H1N1

Vacina contra o vírus influenza (Michele Lamin/PMB)
Vacina contra o vírus influenza (Michele Lamin/PMB)

A Secretaria Municipal de Promoção da Saúde (Semus) teve a confirmação do primeiro caso de gripe influenza do tipo A, causada pelo vírus H1N1, neste ano em Blumenau. Apesar do quadro, o paciente, um homem de 40 anos, não vacinado e sem comorbidades, reagiu bem ao tratamento e já obteve alta hospitalar.

Um segundo caso de gripe A, gerada pelo vírus H3N2, também foi confirmado à Vigilância Epidemiológica do município, mas trata-se de uma habitante da cidade de Rodeio, de 68 anos, que está internada em um hospital particular de Blumenau.

De acordo com a secretária de Promoção da Saúde, Maria Regina Soar, a situação está dentro da normalidade. Ela ressalta, no entanto, a importância de que os públicos-alvos da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza se antecipem e providenciem o quanto antes a imunização.

“Quem tem direito à vacina gratuita na rede pública, deve procurar logo um dos postos de saúde para recebê-la. Importante enfatizar que ela atinge o efeito esperado de 10 a 15 dias após a aplicação. Com a proteção dos cidadãos mais vulneráveis a esses vírus, conseguiremos combater o surgimento de novos casos”. Em caso de dúvidas, o cidadão pode entrar em contato com o órgão pelo telefone 3381-7900.

Vacinação em horário estendido na próxima semana

Na próxima semana, de segunda a sexta-feira (7 a 11) os sete Ambulatórios Gerais de Blumenau terão as salas de vacinação funcionando em horário estendido, até às 21h. O atendimento ampliado será realizado exclusivamente para a imunização contra a gripe (influenza).

Balanço da campanha em Blumenau

Desde o seu início, em 23 de abril, 23.479 pessoas foram imunizadas na rede pública, o que corresponde a 22% dos 106.641 cidadãos dos grupos prioritários. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é vacinar 90% deste contingente. A imunização contra a gripe seguirá até o dia 1º de junho, de segunda a sexta-feira, em 62 unidades de saúde do município – sete Ambulatórios Gerais e 55 ESFs.

Podem procurar a vacinação gratuita idosos com mais de 60 anos; crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; professores das redes pública e privada; povos indígenas; e portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais. A vacina é contraindicada para crianças menores de seis meses e cidadãos com histórico de reação alérgica grave à proteína do ovo.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome