Blumenau registra dois casos de dengue adquiridos no município

Blumenau registrou os dois primeiros casos de dengue de 2019 adquiridos no município, sendo as vítimas um homem de 33 anos e uma mulher de 50 anos, ambos residentes no bairro Victor Konder. Eles receberam tratamento desde maio e já não apresentam sintomas, mas o resultado do teste foi divulgado pelo Fiocruz agora.

A Secretaria Municipal de Promoção da Saúde registrou 29 casos confirmados da doença no município, sendo os 2 autóctones, ou seja, adquiridos em Blumenau, e outros 27 casos importados, sendo 10 deles adquiridos em outros estados. As informações foram repassadas a imprensa nesta segunda-feira (12).

A coordenadora do Programa, Eleandra Casani, reforça a importância dos cuidados que cada pessoa pode ter para eliminar focos do mosquito Aedes aegypti em suas residências e no seu entorno. “É importante que a população nos ajude eliminando possíveis reservatórios de água, onde o mosquito possa depositar o ovo, já que este fica ativo no ambiente por até 1 ano e 2 meses, podendo virar larva. Desde pneus a tampinhas plásticas e cascas de ovo, pedimos que fiquem atentos e em caso de dúvida façam contato por meio da Ouvidoria da Saúde, no 156.” 

Prefeito Mário Hildebrandt durante reunião sobre o tema hoje - foto de Marcelo Martins
Prefeito Mário Hildebrandt durante reunião sobre o tema hoje – foto de Marcelo Martins

Diante da confirmação destes dois casos, o prefeito Mário Hildebrandt definiu estratégias no combate aos focos do mosquito Aedes, que incluem a ampliação das ações educativas de prevenção, – tanto da dengue, quanto da febre amarela e sarampo – em conjunto entre as equipes da Semus e da Secretaria de Educação e a intensificação da fiscalização, com apoio das equipes da Defesa Civil Municipal.

O objetivo é garantir que os agentes visitem todas as escolas e centros de educação infantil, orientando os estudantes e distribuindo material educativo.

Já a Defesa Civil acompanhará os agentes nas visitas aos prédios da Região Central, no entorno do local onde os dois primeiros casos autóctones deste ano foram registrados. Além disso, a ação de fiscalização contará com o apoio de um drone, adquirido pelo Fundo Municipal do Meio Ambiente. Dois servidores da Semus serão treinados a partir dos próximos dias para operar o equipamento.

Blumenau registra atualmente 202 focos, que são constantemente monitorados pela equipe de agentes de endemia da Semus. Também faz parte do trabalho de prevenção e combate o acompanhamento constante das 1.652 armadilhas e dos 358 pontos estratégicos, que são locais mais propícios ao aparecimento do mosquito, como cemitérios, transportadoras, comércios de ferro velho e borracharias.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome