Blumenau perdeu seis mil postos de trabalho em um ano

blumenau comércio economia
O comércio de Blumenau foi responsável pelo fechamento de 997 vagas (Jaime Batista)

Blumenau acumula nos últimos 12 meses a perda de 6.606 mil postos de trabalho, uma retração de 5,04%. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), somente a Indústria de Transformação foi responsável pelo fechamento de 4.241 postos de trabalho na cidade.

Em 12 meses foram admitidas 62.948 pessoas, mas aconteceram 69.554 demissões. Em termos percentuais, a Administração Pública foi responsável pela maior queda, de 20,07%, ou um saldo negativo de 165 vagas.

Já a Agricultura foi a única que registrou aumento no número trabalhadores, com saldo de 34 novos postos. O crescimento foi de 19,88%.

Veja a tabela obtida pelo Farol:

Setores Admissões Desligamentos Saldo Variacão 
Extrativa mineral 7 7 0 0,00%
Indústria de transformação 19.066 23.307 -4.241 -8,77%
Serv. indust. de util. pública 38 41 -3 -0,71%
Construção civil 4.849 5.245 -396 -5,92%
Comércio 15.236 16.233 -997 -3,74%
Serviços 21.736 22.574 -838 -1,75%
Administração pública 1.865 2.030 -165 -20,07%
Agropecuária 151 117 34 19,88%
Total 62.948 69.554 -6.606 -5,04%

Santa Catarina também registra queda

Apesar de em um ano registrar o fechamento de 67.023 postos de trabalho, em Janeiro foram criados 7.211 empregos em Santa Catarina, melhor desempenho do país em relação ao mês anterior, de 0,36%. Somente a Agropecuária gerou 3.821 postos.

“O incremento se deve a movimentação do turismo no Estado, um dos melhores dos últimos anos, o que gerou uma reação em cadeia dos setores da economia e resultou em mais empregos”, destacou Edilson Godinho, Diretor de Trabalho, Emprego e Renda.

Mesmo com o Estado em crescimento, Blumenau teve um Janeiro ruim com o fechamento de 131 postos, um resultado percentual negativo de 0,11%.

Brasil em crise

No primeiro mês do ano, houve uma redução de 99.694 empregos formais no país, uma variação percentual de –0,25% em relação ao mês anterior. Nos últimos 12 meses, 1.590.822 empregos com carteira assinada foram desativados, equivalente a uma variação negativa de 3,86%.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome