Blumenau conquista 12 medalhas no primeiro dia dos Parajasc

A equipe do Paradesporto de Blumenau está tendo um ótimo desempenho na 11ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc). Os paratletas blumenauenses conquistaram 12 medalhas no primeiro dia de competição, 26. Mais de 60 atletas blumenauenses participam dos jogos, sendo 11 alunos do Paradesporto Escolar, competindo nas modalidades natação, tênis de mesa, bocha, atletismo, goalball e xadrez. O campeonato segue até quinta-feira, dia 30.

Somente na natação, foram 11 medalhas, sendo cinco de ouro, três de prata e três de bronze. O destaque ficou com Lucas Berkembrock, que levou três ouros, e Henrique de Souza Bonin, com dois ouros. Toda a equipe de natação que competiu nos Parajasc é formada por alunos do Paradesporto Escolar da Secretaria Municipal de Educação.

a7614dc59bc150f411d4b193d199b16bA equipe também ressalta a primeira participação de Eduardo Martins e de Yuri Reiter, que há três anos teve câncer e conseguiu sua primeira medalha. “É isso que o nosso projeto proporciona, a superação, a felicidade do atleta, amigos e família”, comenta Giselle. “Todos eles foram muito guerreiros. Estamos muito orgulhosos dos nossos atletas e professores”.

A equipe de goalball da Fundação Municipal de Desportos (FMD) venceu Florianópolis de virada, com o placar de 20 x 15. Com isso, Blumenau quebra a invencibilidade da capital, invicta em todas as edições dos Parajasc. “Foi um jogo emocionante. Nossos atletas deram um show de superação e garra até o fim do jogo”, afirma a coordenadora do Paradesporto, Giselle Margot Chirolli. O professor Maurício Pfiffer também comemora. “Era uma vitória que estava engasgada há anos”. Hoje, dia 27, Blumenau joga contra Xanxerê.

No tênis de mesa, Blumenau teve três vitórias no naipe masculino contra Fraiburgo, Videira e Joinville pelos placares 3 x 0, 3 x 2 e 3 x 0 respectivamente. Giselle destaca que os atletas estão indo muito bem. “Eles estão encarando a competição de adultos com muita garra e maturidade, adquirindo experiência”. No atletismo, Daniela Voltolini conseguiu o segundo lugar no salto em distância, trazendo uma medalha de prata. Já na bocha, o time feminino blumenauense venceu São Miguel do Oeste por 12 x 7.

De acordo com Giselle, o investimento da Prefeitura de Blumenau proporciona o melhor suporte para os paratletas. Esse ano foi possível aumentar os segmentos de deficiência atendidos pelo paradesporto. Mais de 150 crianças participam do projeto Paradesporto Escolar em 43 polos de atividades, com esportes gratuitos para estudantes de qualquer unidade de ensino. Outra novidade neste ano foi o início das modalidades de judô e natação para bebês.

O paradesporto adulto também vem crescendo consideravelmente, aumentando o número de modalidades e participantes. “É fundamental termos boa estrutura para dar suporte através do esporte. O esporte promove a independência e a reabilitação motora e social”, comenta Giselle.

Mariana Campos Silva

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome