Blumenau amanhece sem transporte coletivo por manifestação da categoria

Usuários do transporte coletivo precisaram usar caronas ou táxis (Belmiro Avancini)
Terminal do Aterro durante manifestação – foto de Belmiro Avancini

Uma manifestação da categoria fez Blumenau amanhecer sem transporte coletivo nesta terça-feira (3). Os usuários tiveram que aguardar nos pontos e terminais até às 7h para que o serviço fosse retomado pelos motoristas e cobradores.

O estado de greve já havia sido aprovado pela categoria na última quarta-feira (28) em razão da “ausência de negociação coletiva de trabalho por parte da empresa BluMob”. De acordo com o Sindetranscol, a data-base da categoria é 1º de Julho.

A categoria afirma ter perda salarial acumulada de 11,55% entre novembro de 2019 a junho de 2021 é de 11,55%. A manifestação também teria sido ocorrido devido ao cancelamento de uma reunião que ocorreria ontem com a empresa.

A Prefeitura de Blumenau afirmou que não foi informada sobre a paralisação desta manhã e que tomará as medidas legais. Esclareceu ainda que as negociações salariais são responsabilidade da empresa concessionária. Confira:

A Prefeitura de Blumenau, assim como todos os usuários do transporte coletivo, recebeu nesta terça-feira a lamentável notícia da paralisação temporária do transporte coletivo da Cidade. O Município esclarece que não foi informado sobre a paralisação desta manhã e que tomará as medidas legais, uma vez que os atos de paralisação devem ser sempre informados com antecedência, especialmente se tratando de serviço essencial como o transporte coletivo.

 

O Município reitera ainda que as negociações salariais são de responsabilidade da empresa concessionária e que acompanha, mas não participa das decisões. Ciente das dificuldades enfrentadas por conta pandemia e da consequente queda no número de passageiros, atualmente com menos da metade do que era transportado até março de 2020, o município vem cumprindo decisão judicial, fazendo repasses mensais para garantir a manutenção do serviço e evitar que a população de Blumenau fique sem transporte público, realidade que atinge um grande número de municípios pelo país neste momento. Cabe ressaltar ainda que os repasses do município garantem o pagamento em dia dos salários dos trabalhadores do transporte.

 

Diante disso, a Prefeitura lamenta a atitude do Sindicato, que paralisa as atividades sem aviso prévio, ainda durante o processo de convenção coletiva, com o pagamento de salários e direitos trabalhistas todos em dia, prejudicando a comunidade que precisa do transporte público.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome