Bens da Teka são arrematados por R$ 3 milhões em leilão

Alguns equipamentos da Teka Tecelagem Kuehnrich foram a leilão na terça-feira (29) para pagamento de dívidas trabalhistas. São máquinas e equipamentos que foram listados na recuperação judicial da empresa, aceito em 2013 após um ano de assembleias e negociações entre credores.

A oferta mínima era de R$ 2,6 milhões e o leilão foi realizado através de propostas fechadas que deveriam ser entregues ao juizado até o dia 28 de julho. Ontem os envelopes com as propostas foram abertos e o maior lance foi de 3,385 milhões. Uma empresa de Minas Gerais deu o melhor lance.

Faturamento da Teka chegou a patamares críticos insustentáveis

Em maio de 2014 o administrador Judicial nomeado para a  Recuperação Judicial da empresa Teka Tecelagem Kuehnrich, Anderson Onildo Socreppa, demonstrou preocupação com o estado financeiro da companhia. “A situação continua extremamente delicada, pois a Empresa não possui capacidade para se recuperar às suas próprias forças e estratégias internas”.

Em outro momento ele ressalta que o faturamento da empresa caiu drasticamente. “Em simples análise, percebe que o faturamento bruto em Abril de 2014 chegou a patamares críticos insustentáveis, na casa de R$ 10.2 milhões”. No mês que foi aceita a recuperação, novembro de 2013, o faturamento foi de R$ 19.1 milhões.

Socreppa diz em seu relatório á Justiça que uma nova empresa de consultoria foi contratada e que ela “está
fazendo cortes de custos que revelam a seriedade da movimentação.” A Corporate Consulting tem sede em São Paulo e substitui a IVIX Consultoria Financeira.

Um comentário

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome