Bebê de um ano com problema cardíaco precisa de ajuda em Taió

A solidariedade da população de Taió e região poderá ajudar a pequena Ana Clara Domingos a viver, após um relato das acadêmicas Maria Gabriela Pimentel e Liara Morgana Neumann, a Rádio Educadora visitou a casa da família Domingos, na comunidade da Barra dos Lobos em Taió. Chegando ao local, nos deparamos com Lucelene, mãe da pequena Ana, que é natural de Ituporanga e é casada com Edival Domingos, funcionário da HCR e está a cerca de um ano em Taió.

Fotos: Maria Gabriela Pimentel 

Situação frágil

Quando completou três meses de vida, foi descoberta a doença de Ana, que é tetralogia de Fallot com atresia pulmonar e colaterais sistêmico pulmonares/Artérias pulmonares não confluentes. Devido a essa má formação, ela apresenta agora veias falsas no pulmão e precisa fazer uma cirurgia para corrigir o coração.

O problema é que ela é frágil demais para realizar a cirurgia e morreria durante o procedimento. Ana precisa de cuidados especiais, pois não pode chorar por não ter fôlego suficiente ela desmaia e num desses desmaios pode morrer. Ela nasceu com uma má formação no coração. Logo após seu nascimento, os médicos já viram os lábios e dedos roxos e deram cerca de seis meses de vida. Agora, a menina tem um ano de idade, mas pesa apenas cerca de 7kg.

Ainda com sete meses de vida, foi submetida a um cateterismo. A família tem dificuldade financeira, está com dívidas e mora atrás da casa dos sogros, atrás do Mercado Neumann e precisam da sua ajuda. Dentre as necessidades reais da família, está uma mesa com cadeiras e pia com balcão. O comandante do corpo de Bombeiros de Taió, tenente Marcus Vinicius Abre, após ver a matéria no site da Rádio Educadora, já doou outro dos grandes anseios da família, que era um fogão a gás. “Recebemos toda a atenção necessária do SUS e do município, mas temos muita dificuldade financeira” relata Lucelene. Infelizmente, a família não possui conta bancária, porém, para mais detalhes ou doações, entre em contato com Lucelene através do telefone (47) 9110-3293.

Texto: Divulgação Rádio Educadora
Por Emerson Lima

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome