APRABLU registra até 30 casos de maus tratos por mês

A Associação Protetora de Animais de Blumenau (APRABLU) registra de 20 a 30 casos por mês de maus tratos e abandono, mesmo tendo seu trabalho limitado ao voluntariado. Segundo Leandro Alves da Silva, presidente da ONG, os casos são cada vez mais frequentes.

“Existem muitos casos de animais que são acorrentados e vivem uma vida de privações, casos de falta de alimentação adequada. Os mais velhos deixados para morrer em locais isolados, atropelamentos onde o agressor não tem a consciência de dar os devidos cuidados”, destaca Silva.

Lelo
Lelo (Divulgação)

Caso Lelo

Uma das vítimas do abandono foi o Leo (foto). Ele foi encontrado na Itoupavazinha e estava com sarna em estado muito avançado, magro e fraco. Internautas ajudaram a arrecadar dinheiro para o tratamento na página do facebook.

Segundo Silva, a população e o poder público tem um papel fundamente para que esse cenário mude. “O apoio das autoridades e da população para que ações aconteçam é muito importante, assim este quadro pode ser revertido”.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome