sexta-feira, 12 de agosto de 2022
14.4 C
Blumenau

Após rejeição da denúncia contra Temer, governo prioriza reforma da Previdência

Um dia após a Câmara Federal rejeitar a denúncia contra Michel Temer, os ministros da área econômica, Dyogo Oliveira, do Planejamento, e Henrique Meirelles, da Fazenda, se reuniram com o deputados aliados. Foram discutidas as futuras medidas econômicas que devem ser apreciadas no Congresso, especialmente a reforma da Previdência.

Apesar do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ter defendido uma reforma mais enxuta, o ministro da Fazenda defende o projeto como foi aprovado na Comissão Especial. Para votar uma proposta de emenda à Constituição (PEC) são necessários 308 votos, 57 a mais do que o governo conseguiu ontem.

Ministros e lideranças do governo evitam falar em datas para votação da reforma. Antes, eles devem negociar os termos da proposta.

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas