Ambulatório da Vila Germânica tem horário ajustado para dias da semana

O Ambulatório para Casos Suspeitos de Coronavírus, localizado no Setor 3 do Parque Vila Germânica, passou a atender das 7h às 19h a partir desta segunda-feira (16). O local é referência para demandas relacionadas à Covid-19. Antes, o horário de atendimento era até às 22h da segunda a sexta-feira.

Após esse horário, as pessoas com casos clínicos não relacionados a Covid-19 podem buscar atendimento nos Ambulatórios Gerais. Já as pessoas com síndrome gripal grave podem se dirigir ao pronto-atendimento de um dos hospitais. A medida visa melhorar o atendimento na Central e reforçar o suporte aos usuários nos ambulatórios localizados nos bairros da cidade.

Desde o inicio da pandemia, mais de 49,8 mil atendimentos já foram feitos no local. Em julho, foram realizadas em média 280 consultas por dia. Até o momento, neste mês de agosto, o número de atendimentos baixou e a média diária está em 230 por dia. A mudança tem por objetivo otimizar o serviço e distribuir as equipes para dar suporte nas demais unidades de saúde.

Ambulatório de atendimento a Covid-19 - foto de Michele Lamin
Ambulatório de atendimento a Covid-19 – foto de Michele Lamin

Atendimento Rápido Covid-19

Durante a semana, o Atendimento Rápido Covid-19 segue sendo oferecido nos Ambulatórios Gerais da Velha, Garcia, Itoupava e Fortaleza (anexo ao HU da Furb), de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

Aos sábados, o Ambulatório Geral da Velha e o Ambulatório Geral do Garcia oferecem atendimento para casos suspeitos de Covid-19, das 7h às 12h.

Atendimento Clínico

De segunda a sexta-feira, o atendimento de casos clínicos não relacionados Covid-19 é oferecido nos AGs Velha, Garcia, Itoupava e Fortaleza (anexo ao HU da Furb), das 7h às 24h. Nos AGs do Centro, Escola Agrícola e Badenfurt o atendimento a estas demandas não relacionadas ao Coronavírus acontece nos dias de semana, das 7h às 21h.

A atuação dos AGs em horário diferenciado tem por objetivo garantir que o diagnóstico seja feito sem que haja a necessidade de buscar os prontos-socorros, especialmente nos Hospitais Santo Antônio e Santa Isabel, onde o atendimento é priorizado para situações mais graves.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome