Alunos da Unisociesc protestam contra reajuste de 9,5% nas mensalidades

Unisociesc de Blumenau - foto de Filipe Rosenbrock
Unisociesc de Blumenau – foto de Filipe Rosenbrock

Alunos da Unisociesc de Blumenau estão divulgando nesta terça-feira (17) um abaixo assinado contra reajuste médio de 9,5% nas mensalidades dos cursos, equivalente a três vezes a inflação acumulada em 12 meses, de 3,27%.

O abaixo assinado já possuí 11,8 mil assinaturas, já que o reajuste é válida para outros polos da Unisociesc. O reajuste de 9,5% seria válido já para janeiro de 2020. Apesar da legislação permitir reajustes acima da inflação, as instituições devem apresentar os custos que fundamentem.

Os autores pedem transparência e afirmam que a petição “serve de alerta àqueles que tem alguma intenção de ingressar em alguma universidade do grupo, revelando a prática de preços abusiva da instituição”.

O Farol entrou em contato com a Unicoiesc para esclarecimentos. Em nota, a instituição afirmou que o reajuste é proporcional a variação dos custos:

“A UniSociesc esclarece que o reajuste das mensalidades está previsto no artigo 1º da Lei 9.870 (de 23/11/1999). É proporcional à variação de custos, a título de pessoal, custeio e da constante introdução de aprimoramentos no processo didático-pedagógico, que vem potencializando uma melhor aprendizagem de nossos estudantes e gerando importantes resultados acadêmicos para nossa instituição, reconhecidos inclusive pelos mais recentes indicadores do MEC”.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome