A necessária luta contra o racismo

Há uma teoria de que a monarquia do Brasil caiu por conta da insatisfação das elites com a abolição da escravatura. O Brasil é um país racista, sempre foi. Um assassinato que acontece no bairro jardins de São Paulo não possuí a mesma repercussão de um assassinato que acontece na favela.

Não é vitimismo e nem mimimi. Historicamente, os negros não possuem as mesmas oportunidades. O racismo produz uma estrutura de exclusão e os privilégios oprimem a liberdade do ser humano. De acordo com o IBGE, a renda média dos negros é 31% menor do que a renda recebida pelos brancos.

Tentamos reverter este mal. Criamos leis antirracistas e aplaudimos estas leis. Porém fomos juristas formais. Falhamos. Aprovamos leis enquanto o tiroteio real estava acontecendo nas favelas. Não confiscamos o chicote de ontem e nem a arma de hoje. O que fizemos foi infrutífero.

"Café", de Candido Portinari
“Café”, de Candido Portinari

A luta antirracismo é um dever de todos. Seja qual for sua etnia. Entender nossos privilégios e lutar para que o direito seja igual à todos é uma missão do Brasil do século XXI.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome