25 vereadores devem devolver R$ 640 mil, diz Tribunal de Contas

O Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE) divulgou no Diário Oficial da terça-feira (25) que 25 vereadores que exerceram o mandato entre 2003 e 2004 na Câmara de Vereadores de Blumenau devem revolver cerca de R$ 640 mil aos cofres públicos. O valor é referente ao pagamento por Sessões Extraordinárias realizadas fora do período de recesso.

Os vereadores citados podem recorrer a recurso, que pode ser realizado em até 30 dias. Entre eles está o atual presidente atual da Câmara, Vanderlei de Oliveira (PT) – R$ 33.135,73, Célio Dias (PR) – R$ 47.560,93, Jens Juergen Mantau (PSDB) – R$ 31.731,33, Marco Antônio Gonçalves Mendes Wanrowsky (PSDB) – R$ 12.217,74, e Antônio João Veneza de Souza (PSD) – R$ 13.585,99.

Os outros citados são: Deusdith de Souza: R$ 33.135,73; Edson Francisco Brunsfeld: R$ 33.135,73; Isaltino Pedron: R$ 33.135,73; João Francisco Beltrame: R$ 33.135,73; José Luís Gaspar Clerici: R$ 33.135,73; Leoberto Vitor Cristelli: R$ 33.135,73; Luiz Ayr Ferreira da Silva: R$ 33.135,73; Nagel Marinho: R$ 33.135,73; Rufinus Seibt: R$ 33.135,73; Ismael dos Santos: R$ 29.006,90; Humberto Jorge Sackl: R$ 28.880,32; Célio Scholemberg: R$ 27.515,55; Rolf Guenther Sprung: R$ 24.872,03; Ângelo Roncaglio: R$ 19.549,74; Erlédio Pering:R$ 19.549,74; Maurício Pacheco: R$ 19.083,07; Bernardo Campestrini: R$ 18.082,51; Bráz Roncáglio:R$ 12.229,80; Jair Compiani: R$ 2.857,04 e Sérgio Burgonovo: R$ 2.811,38.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome