Santa Catarina registra a menor taxa de desemprego do Brasil

O desemprego cresceu em 14 das 27 unidades da federação no 1º trimestre, mas Santa Catarina registrou a menor taxa do Brasil (7,2%). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Publicidade

O desemprego no trimestre encerrado em março é o maior desde o trimestre terminado em maio de 2018. São 13,4 milhões de desempregados no país, ante um universo de 12,1 milhões no último trimestre do ano passado.

As maiores taxas são no Amapá (20,2%) e Bahia (18,3%), e a menores em Santa Catarina (7,2%) e Rio Grande do Sul (8,0%).

Taxa de desemprego por unidade da federação:

  • Amapá: 20,2%
  • Bahia: 18,3%
  • Acre: 18%
  • Maranhão: 16,3%
  • Pernambuco: 16,1%
  • Alagoas: 16%
  • Amazonas: 15,9%
  • Sergipe: 15,5%
  • Rio de Janeiro: 15,3%
  • Roraima: 15%
  • Distrito Federal: 14,1%
  • Rio Grande do Norte: 13,8%
  • São Paulo: 13,5%
  • Piauí: 12,7%
  • Tocantins: 12,3%
  • Espírito Santo: 12,1%
  • Pará: 11,5%
  • Ceará: 11,4%
  • Minas Gerais: 11,2%
  • Paraíba: 11,1%
  • Goiás: 10,7%
  • Mato Grosso do Sul: 9,5%
  • Mato Grosso: 9,1%
  • Paraná: 8,9%
  • Rondônia: 8,9%
  • Rio Grande do Sul: 8%
  • Santa Catarina: 7,2%

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome