Compartilhar sobre a “Momo” potencializa ainda mais a lenda

Keisuke Aiso segura mascara que faz referência a sua obra
Keisuke Aiso segura mascara que faz referência a sua obra

O “Desafio da Momo” surgiu em 2018 com um número de WhatsApp do Japão que era supostamente controlado por um personagem que incentivava o suicídio. Agora, março de 2019, as redes sociais foram inundadas por acusações de que vídeos do YouTube Kids estariam exibindo o tal desafio.

De acordo com publicações em redes sociais, o YouTube Kids apresentaria mensagens com referência a personagem, fato negado pela plataforma. Sites especializados em tecnologia também não encontraram as ditas mensagens.

O site boatos.org explica que a acusação contra o Youtube é falsa e que “o alerta só serve para divulgar ainda mais o [conteúdo]”. Ao ouvir sobre o suposto desafio, as crianças podem ter curiosidade e pesquisar sobre o assunto. Ao invés de ajudar, quem compartilha pode estar potencializando a lenda.

O que é o “Momo”?

A famosa face que inspira o horror de muitos pais é uma escultura chamada Mother Bird (do inglês, mãe-pássaro), do artista plástico japonês Keisuke Aiso. Ela mescla uma figura humana com um pássaro, inspirada em uma lenda japonesa de uma mulher que morre no parto e retorna para assombrar os vivos.

Em meio a polêmica, Aiso desmanchou a obra criada em 2016 que já estaria deteriorada pelo tempo.

Supostas mortes

As redes sociais e alguns sites apontam para uma suposta ligação entre a lenda Momo e as mortes de crianças e adolescentes. A apuração da reportagem não encontrou nenhuma morte oficialmente ligada a personagem, apesar de suspeitas.

Entretanto, o Ministério Público da Bahia instaurou procedimento para apurar as plataformas de vídeos e redes sociais “[…] com conteúdo direcionado a crianças e uso do personagem Boneca Momo”. Já a Polícia Civil do Rio Grande do Sul lançou nota com uma série de orientações e cuidados para os pais.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome