Embriagado em colisão na BR-470 têm prisão preventiva decretada

Evanio Wylyan Prestini
Evanio Wylyan Prestini

O motorista envolvido na colisão que resultou na morte de duas jovens ontem teve a prisão preventiva decretada neste domingo (24). Evanio Wylyan Prestini, de 31 anos, teve aferido o nível de 0,72 mg de álcool por litro de ar.

A juíza de plantonista Claudia Inês Maestri Meyer converteu a prisão em flagrante em preventiva e Evanio será levado ao Presídio Regional de Blumenau. No despacho, a juíza afirma que “o conduzido assumiu o risco de causar um mal”.

Confira parte da decisão:

[…] Destarte, podemos facilmente perceber que não se trata de uma fatalidade, de mera imprudência ou negligência. Pela forma como o delito ocorreu, pela presença de grande quantidade de álcool no corpo do conduzido, pelas inúmeras garrafas de bebida alcoólica que guardava em seu veículo e pela comprovação através do referido vídeo feito por terceiro estranho e desinteressado no qual fica comprovado que o conduzido dirigiu por vários quilômetros de forma perigosa e quase causando outros acidentes, é possível concluir que ao permanecer dirigindo alcoolizado, o conduzido assumiu o risco de causar um mal a outras pessoas, como de fato ocorreu. O conduzido possuía outras alternativas para evitar o efeito danoso, mas aceitou a possibilidade de vitimar terceiros ao invés de aguardar até que tivesse condições de conduzir seu veículo com segurança. Não há dúvidas de que a capitulação do delito deve ser alterada para duplo homicídio qualificado e tripla tentativa de homicídio qualificado, o que implica em penas muito maiores do que aquelas prevista no código de trânsito […]”

A audiência de custódia era prevista para às 15h, mas foi adiantada para às 11h devido ao anúncio de protestos em frente ao Fórum. A imprensa também teve o trabalho jornalístico censurado e não pôde entrar no prédio público.

O acidente

A colisão entre um Fiat Pálio, com placas de Blumenau, e o Jaguar de Evanio ocorreu na manhã deste sábado (23). Suelen Hedler da Silveira, de 21 anos morreu presa as ferragens e Amanda Grabner, de 18 anos, acabou falecendo no hospital. A motorista do veículo e outra caroneira também foram hospitalizadas.

Evanio guiava o Jaguar, com placas de Guaramirim, e não sofreu ferimentos. Ele foi submetido ao teste do bafômetro que comprovou que estava embriagado. Um motorista denunciou a direção perigosa antes, mas a PRF não abordou o veículo.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome