Suposta bomba em loja Havan mobiliza polícia no DF

Uma suposta bomba deixada em uma loja Havan de Brasília, Distrito Federal, mobilizou grupos especiais da Polícia Militar na tarde desta sexta-feira (4). Após verificação, foi constatado que se tratava de uma bomba falsa.

De acordo com informações da imprensa local, o falso explosivo foi lançado por um carro no estacionamento da loja de departamentos, nas proximidades da famosa “estatua da liberdade” utilizada em todas as filiais.

O local foi isolado por volta das 12h e o esquadrão antibombas do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) da PM de Brasília utilizou até mesmo um robô para conferir o objeto suspeito. Por volta das 14h foi constatado que se tratava de uma bomba falsa, apesar da semelhança com dinamites.

O empresário Luciano Hang, da Havan, manifestou por meio do Facebook que “isso que fizeram na nossa loja é um atentado terrorista”. Conhecido por seu apoio ao presidente Jair Bolsonaro, afirmou acreditar que é um ataque político.

Hang afirmou que os funcionários e clientes ficaram muito assustados com o fato, mas que não vai deixar de ser um “ativista político”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here