Procon não encontrou abusos no preço da gasolina em Blumenau

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) da Prefeitura de Blumenau não encontrou praticas abusivas no preço da gasolina nos postos de combustíveis, segundo o coordenador André Moura Cunha.

Segundo Cunha, a fiscalização registrou, inclusive, a redução de preços. “Como os postos de combustíveis não podem comprar diretamente da refinaria […] os preços de revendas estão ligados diretamente as distribuidoras, ou seja, se elas reduzirem, os postos , consequentemente repassam a redução”, afirmou.

Desde 25 setembro houve uma queda em série acumulada de R$ 0,64 (28,5%), mas o repasse depende de fatores como as distribuidoras e revendedoras, bem como tributos incidentes e a mistura obrigatória de etanol anidro (de 27%).

“Ainda vale apontar que é preciso levar em conta impostos e fretes para repassarem a redução, uma vez comprada efetuada a compra do distribuidor, é necessário acabar com o estoque para não haver perda de lucro. E, por último, vale lembrar que os preços são livres e repassados de acordo com suas estruturas de custo.”

Reajuste na gasolina e diesel (Adenilson Nunes)
Reajuste na gasolina (Adenilson Nunes)

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome