Como se mede o tamanho de um ser humano?

A régua que mede o tamanho de um ser humano é variável. Uma pessoa pode ser gigante de acordo com o seu caráter e comportamento. É menor quando falta o respeito perante outra pessoa. Em questão de segundos, as pessoas encolhem e agigantam-se em nossa frente. Em Blumenau, senti o apequenamento vergonhoso de um torcedor que, no último 27 de outubro, ofendeu por meio de ataques racistas a jogadora de Handebol Gilvana Mendes Nogueira.

Publicidade

Em relato ao G1 , a jogadora afirmou: “tinha esse torcedor que toda hora ia no nosso banco ficar falando coisas horríveis. Teve uma hora que virei para ele perguntei quem ele pensava que era. Foi quando ele disse um monte de coisa. Disse que meu lugar não era ali. Disse que tinha que voltar para senzala. Minhas amigas ouviram que ele me chamou de vaca preta e outras coisas lá”.

Gilvana mede o tamanho das pessoas diariamente. Falas equivocadas e infelizes não podem ser toleradas nos dias atuais, é o dever sagrado de todo cidadão esvaziar ideais preconceituosas proferidas em nosso local de trabalho ou em nossos convívios sociais e familiares. O preconceito sofrido por Gilvana não é uma particularidade de uma noite atípica no complexo do Sesi, ele acontece diariamente. Apesar de termos nossas próprias miudezas internas, a paz social depende do ambiente frutífero em relação ao respeito mútuo entre os seres. De acordo com professor Eduardo Raposo , “as instituições democráticas se fortaleceram e com elas a sociedade pode caminhar conjugando preocupações relativas tanto ao poder social quanto aos direitos e garantias individuais”.

O Brasil vive, além da crise econômica, uma profunda crise social que abate o espírito da nação brasileira, nosso povo está com uma imensa dificuldade de relacionar-se uns com os outros. Os laços sociais precisam ser mantidos, pois somente com laços fortes as atitudes inapropriadas podem ser reprimidas.

Não abaixe a cabeça, Gilvana.

Sabe-se que os direitos estão sendo conquistados, nada vai mudar esse destino, cabe a nós começarmos as desconstruções dos preconceitos existentes. Após uma rigorosa noite, o sol está nascendo para todos, e não há torcedor que impedirá a força da natureza de manifestar-se.

2 Comentários

  1. Parabéns Felipe, maravilhoso questionamento sobre o preconceito. Infelizmente necessário. Triste pensar que em pleno século XXI existe pessoas com este tipo de comportamento. Mal sabem estes que, são escravos de seus preconceitos…

  2. Muito bem colocada suas palavras Sr Felipe. Essa tal luta contra o preconceito vai longe. Não podemos desistir, e vc é um dos meios a se expor contra essas opiniões tão degradante.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome