Polícia Federal prende perito do INSS em Blumenau

Polícia Federal em frente ao INSS em Blumenau (PF/Assessoria)
Polícia Federal em frente ao INSS em Blumenau (PF/Assessoria)

Uma força-tarefa da Polícia Federal (PF) e da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda deflagrou nesta quinta-feira (30) a Operação Sangrando para desarticular esquemas de concessões irregulares de auxílio-doença e de aposentadoria por invalidez em Blumenau e duas cidades do Rio Grande do Sul.

São 44 policiais federais e dois servidores da Inteligência Previdenciária (COINP) envolvidos no cumprimento de dez mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária em Blumenau e nas cidades de Cruz Alta (RS) e Tupanciretã (RS).

O preso é um médico perito de Blumenau que começou a ser investigado em 2017 por atendimentos a pessoas específicas fora da agenda oficial. Os benefícios de auxílio-doença e de aposentadoria por invalidez eram concedidos com a inserção de dados falsos no sistema. Segundo a PF, muitos dos beneficiários se conheciam, sendo que ao menos 16 pessoas pertencem a mesma família.

A Justiça Federal decretou a suspensão do exercício da função pública do perito médico previdenciário e também será realizada a interrupção dos pagamentos dos benefícios, evitando-se um prejuízo futuro de R$ 26 milhões, considerando a expectativa média de vida da população brasileira.

Os envolvidos serão indiciados pelos crimes de estelionato previdenciário, corrupção ativa e passiva, inserção de dados falsos no sistema da Previdência e associação criminosa. De acordo com a Polícia Federal, o nome da operação é uma conotação ao prejuízo causado aos cofres públicos, que sangram com esse tipo de fraude.

4 Comentários

  1. Não se pode generalizar, tem que perícias caso a caso, muitas pessoas realmente estão precisando, não é um caso isolado que determina se uma Pessoa esta realmente dentro dos requisitos exigido pela lei previdenciária. Meu filho e amputado, e teve sequelas de septecemia decorrente de uma diverticulite suporada, e inúmeros erros médicos. Que fez com que ficasse 8 anos hospilisado. E mesmo assim ainda n se afastou com benefício doença! !!!! Lamentável!!

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome