Aprovada isenção de energia para famílias de baixa renda

Tarifa de energia mais cara (James Tavares / Secom)
Tarifa de energia mais cara (James Tavares / Secom)

O plenário da Câmara aprovou ontem (10) a gratuidade de energia para famílias de baixa renda com o consumo mensal de até 70 quilowatts-hora (kWh) por mês. A medida foi aprovada por meio de emenda ao texto do projeto de lei que viabiliza a privatização de seis distribuidoras de energia elétrica da Eletrobras na Região Norte.

Atualmente, a tarifa social de energia estabelece descontos ao consumidor de baixa renda cadastrado no valor de 65% no consumo registrado de até 30 kWh/mês; de 40% na faixa de 31 kWh até 100 kWh/mês; e de 10% na faixa de 101 kWh até 220 kWh/mês. A isenção no pagamento, atualmente, atinge apenas índios e quilombolas.

O relator da proposta, deputado Júlio Lopes (PP-RJ), argumentou que a medida não gera impacto porque o trecho já tinha sido negociada com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) durante a discussão da Medida Provisória 814/17, que perdeu a vigência antes de ser votada pelo Congresso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here