Tradições natalinas

Imaginar quem inventou o Papai Noel é como perguntar se o ovo ou a galinha nasceram antes. Os mitos de Natal estão entrelaçados entre rituais pagãos e tradição cristã, preexistências celtas, festividades camponesas e tradições de montanhas entre o Norte e o Sul da Europa. Papai Noel é um venerável cavalheiro que traz presentes para crianças boas, mas em diferentes histórias e culturas, os presentes são trazidos pelo Menino Jesus ou pelo espírito dos antepassados. Em outros lugares, é o Befana, um personagem do folclore italiano, semelhante a Nicolau de Mira ou Papai Noel que substitui ou se sobrepõe com o Papai Noel. Befana é herdeira de uma deusa pagã denominada Strenia, que patrocinava os presentes de ano novo.

Pai Natal é o resultado de cada mito. Nos países de língua inglesa é chamado de Papai Noel, vulgarização vernácula para São Nicolau. São Nicolau traz presentes, Papai Noel também! No mito de São Nicolau ele se veste como se adequa um bispo. Papai Noel, em vez disso, veste um casaco vermelho apertado na cintura, calças vermelhas e carrega um saco em seus ombros, cheio de coisas bonitas, e anda num trenó de rena.
A iconografia descrita acima, devemos quase inteiramente a um brilhante designer americano da segunda metade do século XIX, THOMAS NAST, que publicou em 1890 seu livro mais famoso, Desenhos de Natal para a raça humana. Nast nasceu na Alemanha em 1840 e emigrou para os Estados Unidos, criando gradualmente todas as imagens que girarão para sempre em torno do Papai Noel: a fábrica de brinquedos no Pólo Norte, o relacionamento muito especial com as crianças, o trenó, a rena, a lareira.

O Papai Noel de Thomas Nast certamente não tomou Coca-cola. Porém uma idéia brilhante do ilustrador de suas campanhas publicitárias, HEDDON SUNDBLOOM, em 1931 desenhou o primeiro de seus anúncios de Papai Noel, tomando como modelo a aparência do bom velhinho, com excesso de peso de Nast . O resto da história é pura mitologia que as Relações Públicas da Coca Cola espalhou por todo o mundo.

THOMAS NAST nasceu na Alemanha em 1840 e emigrou para os Estados Unidos, criando gradualmente todas as imagens que girarão para sempre em torno do Papai Noel: a fábrica de brinquedos no Pólo Norte, o relacionamento muito especial com as crianças, o trenó, a rena, a lareira.

THOMAS NAST publicou em 1890 seu livro mais famoso: Desenhos de Natal para a raça humana.

BEFANA, um personagem do folclore italiano, semelhante a Nicolau de Mira ou Papai Noel.

BEFANA é herdeira de uma deusa pagã denominada Strenia. Na Itália atual entrega os presentes no ano novo.

O Papai Noel de Thomas Nast certamente não tomou Coca-cola. Porém uma idéia brilhante do ilustrador das campanhas publicitárias da The Coca Cola Company, HEDDON SUNDBLOOM, em 1931 desenhou o primeiro de seus anúncios de Papai Noel, tomando como modelo a aparência do bom velhinho, com excesso de peso de Nast .

Haddon Hubbard “Sunny” Sundblom (Muskegon, 22 de junho de 1899 — 10 de março de 1976), ilustrador estadunidense, mais conhecido pelas imagens de Papai Noel que criou para a The Coca-Cola Company.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here