Rua XV de Novembro: menos estacionamentos, mais VIDA

Os principais temas das conversas dos blumenauenses são BR-470 e Ponte do Centro. O motivo é simples: o trânsito de Blumenau fica a cada dia mais intenso, frenético e motorizado. Mas um ponto que poucos levam em conta é que isso só vai piorar, já que a frota não para de crescer e o Brasil já tem um carro para cada 4,4 habitantes, segundo o IBGE.

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), entre setembro de 2003 e o mesmo período de 2013, houve um aumento de 123% na frota do país, enquanto que a população cresceu só 11%. Entre motos, carros, caminhões e ônibus, já são mais de 80 milhões de veículos circulando por todo o país.

Em Blumenau, cerca de 125 mil blumenauenses se espremem diariamente em 267 ônibus que circulam em somente 277 das mais de cinco mil ruas. O restante da população circula em uma frota de 230 mil veículos e ainda tem o direito de parar em lugares privilegiados por vários pontos da cidade, as vagas de públicas.

Este conceito individualista de levar um pedaço da própria casa para estacionar em um lugar público já está sendo revisto em vários lugares do mundo. O conceito de parklets, ou minipraças, consiste em criar áreas para refeições e lazer nas vagas públicas antes usadas para estacionamento.

Parklet em um estacionamento na rua Valência, São Francisco - Estados Unidos (Mark Hogan)
Parklet em um estacionamento na rua Valência, São Francisco – Estados Unidos (Mark Hogan)

Essas pequenas praças já estão sendo utilizadas em São Paulo capital depois que um decreto do prefeito Fernando Haddad (PT) regularizou a questão. As áreas atraem os moradores da região, já que um lugar que antes seria ocupado pela propriedade de uma única pessoa se torna algo público e democrático.

Por ser ponto de comércio de rua, o local perfeito para instalar as minipraças em Blumenau seria a rua XV de Novembro. A colocação dos equipamentos iria aumentar a circulação de pedestres, além de humanizar a rua. Os motoristas ainda poderiam utilizar as várias opções de estacionamentos privados na região central. E aí! Você acha que vai dar certo aqui? Comente.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome