Reitor da UFSC comete suicídio após investigações

Luiz Carlos Cancellier de Olivo (Jair Quint/Agecom)

O reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), professor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, cometeu suicídio na manhã desta segunda-feira (02) no Beiramar Shopping, em Florianópolis.


Cancellier havia sido preso temporariamente no dia 14 de setembro na Operação Ouvidos Moucos da Polícia Federal, que investiga desvio de verba em bolsas de educação à distância do programa Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Ele e outros seis investigados, também ligados a investigação, ficaram presos por um dia. A suspeita era de que Cancellier havia interferido nas investigações que haviam iniciado na corregedoria da universidade.

A UFSC divulgou uma nota de pesar e informou que as atividades foram paralisadas nas pró-reitorias e nas secretarias da administração central. Em nota, o Governo do Estado manifestou solidariedade à família e aos amigos do reitor e à toda a comunidade profissional da universidade catarinense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here