Saiba quais deputados catarinenses foram pegos na farra das passagens

congresso_nacional_do_brasil_em_noite_de_lua_cheia

A Procuradoria Regional da República na 1ª Região (PRR1) apresentou 52 denúncias com 443 ex-deputados acusados de usar verbas para passagens aéreas para interesses particulares, como o transporte de parentes e centenas de viagens de turismo no Brasil e no exterior.


As denúncias, encaminhadas à Justiça na sexta-feira (28), dizem respeito a bilhetes emitidos entre 2007 e 2009, quando foi revelado pelo site Congresso em Foco a utilização indevida da verba para passagens aéreas por parlamentares no escândalo que ficou conhecido como “farra das passagens”.

Os 443 parlamentares são acusados de peculato – o uso irregular, em proveito próprio ou alheio, de recursos públicos a que têm acesso em função do cargo. Para formular as denúncias, o procurador Elton Ghersel examinou mais de 160 mil bilhetes aéreos emitidos entre 2007 e 2009.

Em Santa Catarina foram acionados 16 dos 29 deputados entre 2003 e 2011. São eles:

– Acélio Casagrande
– Angela Amin
– Carlito Merss
– Fernando Coruja
– Claudio Vignatti
– Djalma Berger
– Gervásio Silva
– Ivan Ranzolin
– João Pizzolatti
– João Matos
– José Carlos Vieira
– Leodegar Tiscoski
– Nelson Goetten
– Odacir Zonta
– Paulo Afonso Vieira
– Paulo Bornhausen

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here